Submissões

O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso. Acesso em uma conta existente ou Registrar uma nova conta.

Condições para submissão

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.
  • A contribuição é original e inédita, e não está sendo avaliada para publicação por outra revista; caso contrário, deve-se justificar em "Comentários ao editor".
  • O arquivo da submissão está em formato Microsoft Word, OpenOffice ou RTF.
  • Onde disponível, os URLs para as referências foram fornecidos.
  • O texto está em espaço 1,5; usa fonte TIMES NEW ROMAN de 12-pontos; emprega itálico em vez de sublinhado (exceto em endereços URL); as figuras e tabelas estão inseridas no texto, não no final do documento na forma de anexos.
  • O texto segue os padrões de estilo e requisitos bibliográficos descritos em Diretrizes para Autores, na página Sobre a Revista.
  • Autor incluiu seu registro ORCID em seu perfil de usuário.

    Para o registro na plataforma ORCID, acesse: https://orcid.org/

Diretrizes para Autores

Sobre o Processo de Publicação

Todos os manuscritos submetidos à Revista Sertão História obedecerão ao mesmo processo de publicação. Após submetido em nosso sistema online, o manuscrito será analisado pelo editor quanto a sua adequação ao escopo e missão da Revista e a observância das normas técnicas. Os artigos que não estiverem estritamente conforme as regras serão rejeitados.

Havendo adequação do artigo submetido a tais quesitos, será iniciada a fase de avaliação cega, em que os trabalhos serão submetidos à análise de dois avaliadores pertencentes ao conselho Editorial Consultivo ou um convidado ad-hoc.

A submissão de manuscritos originais implicará a cessão de direitos autorais e de publicação para a Revista Sertão História. Todo o conteúdo dos textos publicados serão de inteira responsabilidade de seus autores.

É obrigatória a informação do número ORCID (Open Researcher and Contributor ID) dos autores na submissão do artigo. Solicitamos aos autores que insiram o link do ORCID no momento de fazer o cadastro na revista. 

Registro e informações no site https://orcid.org/signin

Os artigos, resenhas, transcrições  e entrevistas devem obrigatoriamente obedecer todas as normas da revista, especificadas na seção “Configuração de manuscritos”.

Processo de Avaliação pelos Pares
Os originais submetidos são avaliados pelo sistema double-blind peer review. Por isso, devem ser enviados sem qualquer identificação dos autores;

O Comitê Editorial realiza uma triagem inicial para garantir a adequação completa às Normas de Publicação;

As propostas de Artigo serão enviadas para dois (2) pareceristas e as Resenhas e Transcrições serão enviadas para um (1) parecerista. Havendo divergências entre os pareceres, um terceiro avaliador será consultado.

Os resultados do processo avaliativo podem ser:

ACEITO, sem modificações necessárias, ou com sugestões de modificações não obrigatórias.   
ACEITO, com correções obrigatórias/Submeter novamente para avaliação: essa opção não implica no retorno da nova versão do texto ao parecerista; o Conselho Editorial avaliará se as correções foram realizadas satisfatoriamente;
RECUSADO: não caberá nenhum tipo de recurso.

PARECER 1

PARECER 2

PARECER 3, se necessário

DECISÃO FINAL

ACEITO

ACEITO

-

ACEITO

ACEITO

RECUSADO

ACEITO

ACEITO

ACEITO

RECUSADO

RECUSADO

RECUSADO

ACEITO

RECUSADO

ACEITO, com correções obrigatórias e sujeito a nova avaliação após a correção

RECUSADO

ACEITO

ACEITO, com correções obrigatórias e sujeito a nova avaliação após a correção

-

ACEITO – APÓS APROVAÇÃO DA COMISSÃO EDITORIAL

ACEITO, com correções obrigatórias e sujeito a nova avaliação após a correção

ACEITO, com correções obrigatórias e sujeito a nova avaliação após a correção

-

ACEITO – APÓS APROVAÇÃO DA COMISSÃO EDITORIAL

RECUSADO

ACEITO, com correções obrigatórias e sujeito a nova avaliação após a correção

-

RECUSADO

RECUSADO

RECUSADO

-

RECUSADO

 

 

Dossiê

Artigos para os dossiês temáticos seguem a política geral para artigos. 

Artigos

Sobre o Processo de Publicação

Todos os manuscritos submetidos à Revista Sertão História obedecerão ao mesmo processo de publicação. Após submetido em nosso sistema online, o manuscrito será analisado pelo editor quanto a sua adequação ao escopo e missão da Revista e a observância das normas técnicas. Os artigos que não estiverem estritamente conforme as regras serão rejeitados. Havendo adequação do artigo submetido a tais quesitos, será iniciada a fase de avaliação cega, em que os trabalhos serão submetidos à análise de dois avaliadores pertencentes ao conselho Editorial Consultivo ou um convidado ad-hoc.

A submissão de manuscritos originais implicará a cessão de direitos autorais e de publicação para a Revista Sertão História. Todo o conteúdo dos textos publicados serão de inteira responsabilidade de seus autores.

É obrigatória a informação do número ORCID (Open Researcher and Contributor ID) dos autores na submissão do artigo. Registro e informações no site https://orcid.org/signin

Os artigos, resenhas, transcrições  e entrevistas devem obrigatoriamente obedecer todas as normas da revista, especificadas na seção “Configuração de manuscritos”.

Política padrão de seção

I - Artigos - Dossiês ou temas livres

Os manuscritos não podem ter identificação na página inicial, no texto e nas notas, para garantir uma avaliação cega.

Todas as contribuições devem usar o editor de texto da Microsoft Word ou editores compatíveis (Times New Roman, tipo 12 e espaço 1,5).

Os artigos devem ter:

- entre 35.000 e 55.000 caracteres (incluindo os espaços);

- título, resumo e três palavras-chave em português;  title, abstract e três keywords em inglês;

- notas  de rodapé apenas para informações complementares; 

- Referências ( Fontes e Bibliografia);

O resumo não deve ultrapassar 1000 caracteres (incluindo espaços);

 

- as citações bibliográficas no corpo do texto, notas e na bibliografia final devem estar de acordo com as normas da ABNT (conforme apresentadas abaixo).

Citação curta (até 3 linhas):  Deve ser inserida no texto, entre aspas.

As transcrições de texto com mais de três linhas devem ser destacadas com recuo de 4cm da margem esquerda, com caractere tamanho 11, sem aspas e com espaçamento simples entre linhas.

Exemplos: 

Referências bibliográficas

1 - Livros

Corpo do texto e notas: (DIAS, 2005, p.100)

Bibliografia: DIAS, Maria Odila Leite da Silva. A Interiorização da metrópole e outros estudos. São Paulo: Alameda Casa Editorial, 2005.

2 – Capítulo de livros

Corpo de texto e notas: (CONGOST, 2007, p. 53-69)

Bibliografia: CONGOST, Rosa. Pierre Vilar e a análise histórica: algumas reflexões. In: COHEN, Arón; CONGOST, Rosa; & LUNA, Pablo F. (orgs). Pierre Vilar, uma história total, uma história em construção. Bauru, SP: Edusc, 2007, pp. 53-69.

 

3 – Artigos

Corpo do texto e notas: (GUIMARÃES, 1988, p. 6)

Bibliografia: GUIMARÃES, Manoel Luis Salgado. Nação e Civilização nos Trópicos: o Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro e o Projeto de uma História Nacional. Estudos Históricos (Rio de Janeiro). n.1. 1988, pp. 5-27.

4 – Teses

Corpo do texto e notas: (GREGÓRIO, 2008, p. 90)

Bibliografia: GREGÓRIO, Vitor Marcos. Uma face de Jano: a navegação no rio Amazonas e a formação do Estado brasileiro (1838-1867). Dissertação (Mestrado em História). Programa de Pós-graduação em História Social da Universidade de São Paulo, 2008.

5 -Texto obtido na internet:

SOBRENOME, Nome. Título. Data (se houver). Disponível em: www...; Acesso em: dd mmm. ano.

6-Trabalho apresentado em evento:

SOBRENOME, Nome. Título do trabalho. In: NOME DO EVENTO, número (se houver), ano, Local do evento. Anais... Local: Editora (se houver), ano. p.xxx-yyy.

7 – Documentos de arquivos (manuscritos e datilografados, etc.)

Notas: Arquivo Histórico Ultramarino (AHU), “Requerimento de João Cordeiro, pedindo provisão, por um ano, para servir nos ofícios de tabelião, escrivão da Câmara e Almotaçaria na Vila de Pitangui, Comarca do Sabará”, Minas Gerais, Cx. 35, Doc. 01.

 

Resenha

Sobre o Processo de Publicação

Todos os manuscritos submetidos à Revista Sertão História obedecerão ao mesmo processo de publicação. Após submetido em nosso sistema online, o manuscrito será analisado pelo editor quanto a sua adequação ao escopo e missão da Revista e a observância das normas técnicas. Os artigos que não estiverem estritamente conforme as regras serão rejeitados. Havendo adequação do artigo submetido a tais quesitos, será iniciada a fase de avaliação cega, em que os trabalhos serão submetidos à análise de dois avaliadores pertencentes ao conselho Editorial Consultivo ou um convidado ad-hoc.

A submissão de manuscritos originais implicará a cessão de direitos autorais e de publicação para a Revista Sertão História. Todo o conteúdo dos textos publicados serão de inteira responsabilidade de seus autores.

É obrigatória a informação do número ORCID (Open Researcher and Contributor ID) dos autores na submissão do artigo. Registro e informações no site https://orcid.org/signin

Os artigos, resenhas, transcrições  e entrevistas devem obrigatoriamente obedecer todas as normas da revista, especificadas na seção “Configuração de manuscritos”.

Sobre as resenhas críticas:

As resenhas críticas deverão procurar estimular, com a publicação da resenha, um diálogo acadêmico com a historiografia pertinente ao tema, promover novas pontuações e evitar o mero resumo da obra. Devem ater-se a livros nacionais ou livros estrangeiros publicados nos últimos três anos.

Autores de resenhas devem evitar qualquer situação que possa ser caracterizada como "conflito de interesses".

 

As resenhas devem ter:

entre 10.000 e 15.000 caracteres (incluindo os espaços);

um título diferente do título do livro resenhado;

um resumo (no máximo 300 caracteres incluindo espaços) em português e inglês;

três palavras-chave em português e inglês. 

 

Referências bibliográficas

1 - Livros

Corpo do texto e notas: (DIAS, 2005, p.100)

Bibliografia: DIAS, Maria Odila Leite da Silva. A Interiorização da metrópole e outros estudos. São Paulo: Alameda Casa Editorial, 2005.

 

2 – Capítulo de livros

Corpo de texto e notas: (CONGOST, 2007, p. 53-69)

Bibliografia: CONGOST, Rosa. Pierre Vilar e a análise histórica: algumas reflexões. In: COHEN, Arón; CONGOST, Rosa; & LUNA, Pablo F. (orgs). Pierre Vilar, uma história total, uma história em construção. Bauru, SP: Edusc, 2007, pp. 53-69.

 

3 – Artigos

Corpo do texto e notas: (GUIMARÃES, 1988, p. 6)

 

Bibliografia: GUIMARÃES, Manoel Luis Salgado. Nação e Civilização nos Trópicos: o Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro e o Projeto de uma História Nacional. Estudos Históricos (Rio de Janeiro). n.1. 1988, pp. 5-27.

 4 – Teses

Corpo do texto e notas: (GREGÓRIO, 2008, p. 90)

 

Bibliografia: GREGÓRIO, Vitor Marcos. Uma face de Jano: a navegação no rio Amazonas e a formação do Estado brasileiro (1838-1867). Dissertação (Mestrado em História). Programa de Pós-graduação em História Social da Universidade de São Paulo, 2008.

 5 -Texto obtido na internet:

SOBRENOME, Nome. Título. Data (se houver). Disponível em: www...; Acesso em: dd mmm. ano.

 6-Trabalho apresentado em evento:

 SOBRENOME, Nome. Título do trabalho. In: NOME DO EVENTO, número (se houver), ano, Local do evento. Anais... Local: Editora (se houver), ano. p.xxx-yyy.

 

7 – Documentos de arquivos (manuscritos e datilografados, etc.)

Notas: Arquivo Histórico Ultramarino (AHU), “Requerimento de João Cordeiro, pedindo provisão, por um ano, para servir nos ofícios de tabelião, escrivão da Câmara e Almotaçaria na Vila de Pitangui, Comarca do Sabará”, Minas Gerais, Cx. 35, Doc. 01.

Transcrição documental

Sobre o Processo de Publicação

Todos os manuscritos submetidos à Revista Sertão História obedecerão ao mesmo processo de publicação. Após submetido em nosso sistema online, o manuscrito será analisado pelo editor quanto a sua adequação ao escopo e missão da Revista e a observância das normas técnicas. Os artigos que não estiverem estritamente conforme as regras serão rejeitados. Havendo adequação do artigo submetido a tais quesitos, será iniciada a fase de avaliação cega, em que os trabalhos serão submetidos à análise de dois avaliadores pertencentes ao conselho Editorial Consultivo ou um convidado ad-hoc.

A submissão de manuscritos originais implicará a cessão de direitos autorais e de publicação para a Revista Sertão História. Todo o conteúdo dos textos publicados serão de inteira responsabilidade de seus autores.

É obrigatória a informação do número ORCID (Open Researcher and Contributor ID) dos autores na submissão do artigo. Registro e informações no site https://orcid.org/signin

Os artigos, resenhas, transcrições  e entrevistas devem obrigatoriamente obedecer todas as normas da revista, especificadas na seção “Configuração de manuscritos”.

Transcrição documental comentada

A Revista Sertão História publica fontes inéditas e de relevante contribuição para os estudos históricos. São aceitas somente transcrições realizadas na íntegra, sem limite de páginas para o documento transcrito.

A transcrição do documento deve ser acompanhada de um comentário de 3 páginas, no mínimo, e 6 páginas, no máximo, em que a fonte pesquisada é apresentada. Nesta apresentação, o autor deve indicar (textualmente e em nota de rodapé) a notação e Instituição de Memória em que a fonte está  depositada, suas formas de acesso e motivos de sua escolha. O autor da transcrição deve avaliá-la por meio dos procedimentos pertinentes envolvidos na sua feitura, os órgãos e/ou instituições produtoras. A análise deve apresentar as possibilidades de pesquisa apresentadas pelo documento e seu diálogo com a produção historiográfica.

Formatação das transcrições

A formatação do arquivo terá espaçamento 1,5, fonte Arial 11, seguindo necessariamente a estruturação e disposição do documento transcrito, ou seja, obedecendo a sua divisão paragráfica, das linhas e paginação. As páginas devem ser indicadas, no corpo da transcrição, entre colchetes e em itálico: [fl. 24], [fl. 24vfl. 17, em branco];

Se o texto transcrito não possui paginação, o proponente deve paginar. Deve constar um título em português (atribuído pelo transcritor, que não pode ser o mesmo da fonte transcrita) e três palavras-chave em português e inglês, separadas por vírgula.

Para terminologias não precisas e lacunares nos documentos, o transcritor deverá indicar a palavra "ilegível" em itálico entre colchetes [ilegível]. Diante da possibilidade de observar parte desta palavra e inferir sobre a mesma, poder-se-á grafá-la em itálico entre colchetes [ ].

As partes do documento danificadas por corrosão de tinta, umidade, rasgos ou corrosões por insetos deverá ser indicada pela expressão "corroído" em itálico acrescido da dimensão da perda de informações: [corroídas ± 9 linhas].

Qualquer inferência dos produtores do documento ou de seus manipuladores deve ser inserida no texto entre os sinais <...> e também explicações em notas de rodapés.

As assinaturas em raso ou rubricas serão transcritas em itálico.

Os sinais públicos serão indicados entre colchetes e em grifo: [sinal público].

Os selos, sinetes, lacres, chancelas, estampilhas, papéis selados e desenhos serão indicados de acordo com a sua natureza entre colchetes e grifado: [estampilha]. Os dizeres impressos e o valor das estampilhas serão transcritos dentro de colchetes e em grifo: [estampilhas].

Política de Privacidade

Os nomes e endereços informados nesta revista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.

Autores que publicam nesta revista concordam com os seguintes termos:

    1. Autores mantém os direitos autorais e concedem à revista o direito de primeira publicação, com o trabalho simultaneamente licenciado sob a Licença Creative Commons Attribution que permite o compartilhamento do trabalho com reconhecimento da autoria e publicação inicial nesta revista.
    1. Autores têm autorização para assumir contratos adicionais separadamente, para distribuição não-exclusiva da versão do trabalho publicada nesta revista (ex.: publicar em repositório institucional ou como capítulo de livro), com reconhecimento de autoria e publicação inicial nesta revista.
  1. Autores têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho online (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal) a qualquer ponto antes ou durante o processo editorial, já que isso pode gerar alterações produtivas, bem como aumentar o impacto e a citação do trabalho publicado (Veja O Efeito do Acesso Livre).

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.