Movimentos em Caproni

A guerra, o corpo e a memória

Autores

DOI:

https://doi.org/10.47295/mren.v11i1.16

Palavras-chave:

Literatura italiana, Giorgio Caproni, Guerra, Corpo, Memória

Resumo

Parte da experiência poética se dá na experimentação de movimentos da vida, do corpo, da cidade, bem como do poema, numa tentativa de ficcionar o real (RANCIÈRE, 2009, p. 58) e transformá-lo na partilha de algo sensível. Grandes vozes dessas mudanças podem ser identificadas no século XX, caracterizado por traumas que marcaram a história e que influenciaram diretamente no modo de vida e nas relações entre sujeitos. Dentre os muitos nomes que compõem a polifonia italiana do Novecento, Giorgio Caproni ganha destaque. Sua produção perpassa quase todo o século passado, e com ela o poeta torna-se porta-voz de temáticas comuns a seus contemporâneos. Dentre elas, a experiência da Segunda Guerra e suas nuances, em temas como o corpo e a memória. Desse modo, visamos apresentar essas três temáticas como movimentos da poética caproniana, colocando-a em diálogo com outros dois escritores italianos, Primo Levi, que compartilha com Caproni a experiência da Guerra e a relação com o corpo humano, e Umberto Fiori, que, por sua vez, se volta para a memória enquanto elemento poético. Para estabelecer tais diálogos e ressaltar tais caminhos, trabalharemos com poemas de diferentes obras, acompanhando as transformações de sua poética.

 

DOI: https://doi.org/10.47295/mren.v11i1.16

Biografia do Autor

Fabiana Vasconcellos Assini, Universidade Federal de Santa Catarina

É bacharel em Língua e Literatura Italiana pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). É mestra em Literatura pela mesma instituição, e atualmente bolsista CNPq de doutorado em Literatura também na UFSC. Na graduação e mestrado dedicou-se ao estudo da poesia de Giorgio Caproni, em particular à presença feminina em seus versos. No doutorado, estuda a coleção literária “I gettoni” e suas implicações na literatura italiana da segunda metade do século XX. Tem particular interesse nos estudos sobre o mercado editorial brasileiro e italiano.

Helena Bressan Carminati, Universidade Federal de Santa Catarina

Mestra pelo Programa de Pós-Graduação em Literatura (PPGLit) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), com o trabalho intitulado “‘Considerai se é isto um homem’: uma leitura de Primo Levi”. Licenciada e bacharela em Língua e Literatura Italiana pela mesma instituição com um trabalho de conclusão de curso também dedicado ao escritor italiano. Atualmente é doutoranda do PPGLit, com sua pesquisa voltada para a produção literária de Elsa Morante e integra o grupo de pesquisadores do Núcleo de Estudos Contemporâneos de Literatura Italiana (NECLIT).

Agnes Ghisi, Universidade Federal de Santa Catarina

Mestranda no Programa de Pós-Graduação em Literatura na Universidade Federal de Santa Catarina (PPGLit/UFSC), onde desenvolve suas pesquisas no campo da literatura italiana, em particular da poesia italiana. Atualmente pesquisa a poética de Alda Merini. Por dois anos, entre 2017 e 2019, foi pesquisadora a nível de iniciação científica (PIBIC/CNPq), período durante o qual concentrou seus estudos na escrita crítica e poética de Giorgio Caproni.

Downloads

Publicado

2022-03-30